colaboradores

BERNARDO
18 anos, RJ
+ info

NARA
16 anos, SP
+ info

LUDEN
15 anos, SP
+ info

SAM
16 anos, SP
+ info

VITOR
18 anos, RJ
+ info

LIZ
15 anos, RJ
+ info

NAT
17 anos, SP
+ info

GABO
16 anos, SP
+ info


Previous Posts

a r q u i v o s

  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008

  • L    i    n    k    s

  • Google News
  • Rock Town Downloads!
  • ~Daia.no.Sakura
  • Young Hotel Foxtrot
  • É Rock And Roll, Baby
  • Musecology
  • O Resenhista
  • Dangerous Music No Orkut

  • B    U    S    C    A


    L i n k    U s




    c r e d i t o s

    Powered by Blogger
    Design by Nara

    sábado, outubro 21, 2006
    Música de Metrô: Cooper Cobras


    Música de garagem. Esporro sonoro. Punk, hard e classic. Pedrada na moleira. Um som rápido, incessante, pesado e empolgante. O passado, o presente e quiçá o futuro se unindo para trazer mundo abaixo. Estes são alguns dos adjetivos que podem ser utilizados para descrever os Cooper Cobras, banda carioca formada no quarto mês do ano passado.

    O AC/DC, o Kiss, o Hellacopters e o The Who emprestam suas guitarras incendiárias, enquanto Stooges, MC5, Dead Boys, Ramones, New York Dolls e Johnny Thunders & The Heartbreakers oferecem sua agressividade instrumental. O power trio formado por Victor Lima nos vocais e na guitarra, Luiz Menezes no baixo e Pedro Svensson na bateria pratica um rock áspero e cheio de adrenalina, que não soa datado apesar das referências e faz qualquer amante do estilo que tenha um mínimo de bom senso (ou boa audição) agitar do fio de cabelo no topo da cabeça até o mindinho do pé. O nome? Vem da marca de pneus de um Mustang (quer carro mais Rock and Roll?)!

    No início deste prolífico ano de 2006 (como o novo século e o novo milênio estão fazendo bem à nosso cenário nacional!), os Cobras lançaram um EP demonstrando todo o seu poder de fogo. E as músicas são as mais viciantes possíveis. Quando você começar a ouvir, se você criar simpatia, considere-se perdido e viciado... Ou envenenado, no caso.


    Os primeiros segundos de "Um Passo Para Trás" já confirmam e provam tudo o que foi afirmado. Um rock alucinado e ensandecido em alta velocidade, com um refrão alto e em bom tom para todos que estiverem curtindo gritarem com todo o ar dos pulmões "Com um passo pra trás me livro do meu fim!" junto a Victor. Um riff fodido combinado com uma cozinha velocíssima, tal qual um Mustang correndo em meio a um grande deserto à toda velocidade.

    Faz-se ouvir o maior sucesso da banda até o momento, "Até o Fim do Show" com sua guitarra bruta e inflamada, com destaque para paradas para que outros instrumentos tenham seu lugar de destaque. Com uma letra o mais Rock And Roll o possível, falando sobre uma festa das boas e uma garota que não pára até o término do show. Faz sentido de ser a música de maior sucesso do álbum: a música é grudenta e cantarolável, mas nem por isso perde o peso e agressividade.

    "Pequenas Tragédias" não te deixa respirar, te dando a certeza que a banda é adrenalina pura e que irá tardar para algum dia compor uma balada ou música com o pé fora do freio - isto se algum dia o fizerem... Um dos riffs mais marcantes entre as poucas e poderosas canções - e com uma letra junky e decadente: "Sobre copos de gin e promessas desfeitas/Feito a vida de alguém que desistiu de tentar", e por aí vai... O refrão é pesado, alto e com paradas mais que empolgantes.

    A próxima é "Primeiro Lugar", uma ode à velocidade em todos os sentidos, tanto na letra quanto no som. As guitarras distorcidas compõem um ambiente alucinante - confesso que por alguns segundos me senti em meio à um racha de motoqueiros - mesmo estando em minha casa, e não tendo moto... A letra descreve uma corrida alucinante, e também um convite à uma pessoa para que ela perca o medo e vá correr ("Venha comigo e mostre que você não tem medo"). Victor desfere um puta solo na hora que a música torna-se mais lenta, mas nem por isso afrouxa, deixando um tanto difícil escolher qual é a melhor canção...

    Chegamos ao final com "Noites Infinitas" com um riff cheio de referências mas nem um pouco nostálgico. Partindo de versos pesados e contidos, o refrão explode cheio de fúria, onde Victor canta sobre uma garota que só promete deixar tudo pra trás e coisas assim... Mas ela só promete. A música acaba cum um final que é uma avalanche de sangue, suor e Rock And Roll.

    "If kickass rawk n' roll made by some angry folks sounds irresistible to you, go ahead and let the poison flow!"
    _______________________________________

    Ei, psit! Ficou interessado?

    Então entra aqui:

    - www.coopercobras.com.br

    - www.fotolog.com/coopercobras

    - http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=1750294

    - www.myspace.com/coopercobras

    - http://www.tramavirtual.com.br/artista.jsp?id=19072

    - http://www.youtube.com/watch?v=2qj4rB--IUI

    E vá em frente, e deixe o veneno fluir!

    Marcadores:

    posted by billy shears at 1:21 PM

    10 Comments:

    Blogger Chii disse:

    SEM PALAVRAS PRO POST
    :3 ta, a banda é genial
    e graças a ela a gente se conheceu né ber?
    haufusaf a gente precisa ir pra mais shows juntos.
    a melhor é Primeiro Lugar :}

    só nao comento sobre a resenha porque to MEGA atrasada
    e bem, depois eu venho comentar direito, prometo. até porque, merece né?!
    beijo querido

    4:05 PM  
    Anonymous Iza disse:

    Owww
    Essa banda é boa, já ouvi algumas músicas deles =P
    Mas vou discordar da pessoa que comentou antes de mim, pq a melhor é "Pequenas Tragédias" xD

    Beijo, Berr :**

    4:07 PM  
    Blogger natália; disse:

    só pelas influencias dos caras, já dá pra sacar que o som é fera.

    não conhecia, tô ouvindo as musicas no trama virtual... e é bem massa

    rock dos bão!

    4:16 PM  
    Anonymous Menezes disse:

    Muito obrigado mesmo, cara! É emocionante ver como nossa música se traduz em formas diversas, para diversas pessoas diferentes. E como cada uma dessas pessoas as entende de um modo todo próprio... A idéia é que seja assim para sempre.

    Nos vemos pelos shows,

    Menezes & Cooper Cobras

    6:25 PM  
    Anonymous Andressa disse:

    E cada vez mais o cenário do Rock Nacional vai melhorando!
    Beijão!

    8:11 PM  
    Anonymous j disse:

    po... nem tenho como ser muito extenso nesse comentário... esses caras mandam mto bem meeeesmo! e a resenha fico show!

    abraço x@@

    7:43 PM  
    Blogger Carmem Luisa disse:

    Uau! Veneno, veneno, veneno.
    Rock, rock, rock!

    Preciso dizer mais alguma coisa?

    9:59 PM  
    Anonymous Leandro Montéro disse:

    Fala galera!
    boa sorte no trabalho de vcs, sucesso e mta luta pq a estrada é longa mas é igual pra todos!
    grande abraço ao pessoal do dangerous music!
    abraços!
    www.age-one.net

    12:24 AM  
    Anonymous vinicius disse:

    fala rapaz!
    po não conheço a banda... mas deu muita vontade de conhecer.. e eu vou atrás haha
    abraços
    falow

    12:25 AM  
    Anonymous gordo disse:

    não conheço, mas me interessei..
    vou entrar nesses sites pra ver =]

    xD

    11:44 PM  

    Postar um comentário

    << Home

    _______________________________