colaboradores

BERNARDO
18 anos, RJ
+ info

NARA
16 anos, SP
+ info

LUDEN
15 anos, SP
+ info

SAM
16 anos, SP
+ info

VITOR
18 anos, RJ
+ info

LIZ
15 anos, RJ
+ info

NAT
17 anos, SP
+ info

GABO
16 anos, SP
+ info


Previous Posts

a r q u i v o s

  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008

  • L    i    n    k    s

  • Google News
  • Rock Town Downloads!
  • ~Daia.no.Sakura
  • Young Hotel Foxtrot
  • É Rock And Roll, Baby
  • Musecology
  • O Resenhista
  • Dangerous Music No Orkut

  • B    U    S    C    A


    L i n k    U s




    c r e d i t o s

    Powered by Blogger
    Design by Nara

    terça-feira, maio 16, 2006
    Blá Blá Blá Underground: A força do Progressive Metal

    Outra banda carioca de Heavy Metal para vocês se deleitarem... Mas nada de girl power ou thrash metal dessa vez: a banda Age One funde Speed Metal e Progressivo com disposição e criatividade, criando uma atmosfera envolvente, tendo como autores o vocal Leandro Montéro, o baixista Bruno Coe, o guitarrista Victor Hora e o batera Alessandro Carvalho. Formada em 2003, a banda já lançou a demo-cd The Illusionist, no ano de 2004, com participação de Luis Alvim nos teclados. Apreciadores de Heavy tradicional vão adorar, fãs de progressivo simpatizarão, e quem gostar de ambos os gêneros vai pirar e estourar a caixa de som do computador... Confira abaixo a entrevista feita com o vocalista Leandro.

    Para começar, uma pergunta que todo músico já respondeu, muitas vezes; Como foi a formação da banda? Quais integrantes foram a "pedra fundamental" da banda?

    Bom, O Age One surgiu após o Alessandro Carvalho (Bateria) e o Bruno Coe (Baixo) se reunirem e começarem um novo projeto em meados de 2003, os dois já tocam a mais de sete anos juntos e isso facilitou a criação desse novo trabalho.

    E você, quando entrou na banda?

    Em 2004 após a saída do antigo vocalista Sandro Couto por motivos particulares, mas a História foi mais ou menos assim... Eu já conhecia o Bruno Coe e estava pensando em montar um outro projeto meu, convidei-o a participar e ele me indicou o Alessandro Carvalho e o Victor Hora (Guitarra) quando já estava começando a pensar no projeto veio a proposta do AGE ONE de assumir os vocais e tendo em vista serem rigorosamente os mesmos músicos que integrariam o meu projeto resolvemos então unir o útil ao agradável, sendo assim ingressei no AGE ONE.

    Apesar de não serem a primeira banda a fazer algo do gênero, o som de vocês me surpreendeu bastante; a fusão de Speed/Heavy ao Progressivo se revela bastante agradável a ouvidos sedentos por novidades, e surpreende quem acha em um primeiro momento que o som da banda deve ser o mesmo tema repetido ad infinitum. Quais seriam as principais influências da banda, no geral?

    Bom... Costumamos dizer que o nosso som vai além de uma simples classificação, sendo assim facilmente perceptível a versatilidade musical da banda em suas composições e o que fez com que o nosso produto final seja bem original apesar das diversas influencias de cada um, O AGE ONE é bastante influenciado pelo Heavy Metal Tradicional e pelo Rock/Metal Progressivo além de ritmos brasileiros.

    Costumam te falar com frequência que as notas altas de seu vocal lembram Michael Kiske? Nas partes mais pesadas e agitadas, daria até para enganar por alguns segundos, em minha opnião...

    (Risos) Eu acho super válido esse tipo de comparação, afinal, quem é que não gostaria de ser comparado a um grande ícone do metal como o Kiske. Não posso negar que ele é uma das minhas maiores influências ao lado de Bruce Dickinson, mas não deixo que isso influencie no meu estilo de cantar, já escutei essa mesma opinião de algumas pessoas e é claro, acho válido, pois meu objetivo é alcançar o sucesso assim como eles (Kiske e Bruce) conseguiram! (risos)

    Agora algo que eu fiquei curioso: De onde veio o nome da banda? Foi escolhido por puro acaso ou tem algum motivo especial?

    Essa história é engraçada... A idéia inicial após muitas reuniões era de ser apenas AGE, porém quando fomos registrar o nome descobrimos que já existia um órgão se não me engano do governo já registrado com esse nome, algo muito curioso, mas... Para evitar possíveis problemas posteriores resolvemos pensar em outro nome e acabou surgindo o complemento ONE, ficando então AGE ONE.

    “Agindo contra o governo, hein? Depois falam que metaleiro não é marginal..." (risos)... Ironias à parte, quem é responsável pelas letras da banda? Achei elas muito boas, lidando bastante com um lado emocional das pessoas, mas conseguindo (ainda bem!) fugir de assuntos melosos como "fulano-ama-fulana", investindo mais em um lado filosófico da coisa...

    (Risos)... Sobre as nossas composições na verdade não existe um só responsável, geralmente quem mais compõe as letras sou eu e o Bruno Coe, mas temos composições dos outros membros também, na verdade a banda toda é bem coesa até mesmo nesses momentos de compor. Existe uma grande participação de todos e a idéia é exatamente essa... Fugir do que já está mais que saturado na música evitando essas repetições.

    Você tem alguma composição favorita, que mais goste de cantar? As que eu mais gostei foram "Way In Life", por ser bem diversa e inusitada, mas ainda assim não assustando quem gosta do gênero; e "The Illusionist", por seus momentos pesados para lá de empolgantes e bem compostos.

    Bom... Existem duas situações diferentes..existem músicas que nós da banda gostamos mais de escutar e existem outras que gostamos mais de tocar, no meu caso por exemplo, eu gosto muito de cantar a Litus Saxonicum (ainda indisponível no site) que nos shows empolga bastante o pessoal e até mesmo a gente, já apenas para escutar eu gosto muito da Way in Life!

    Cara, quem foi o gênio que teve a idéia de gravar um cover de Helloween para a música "Dr. Stein"? Confesso que eu prefiro Andi Deris a Michael Kiske, mas o que é clássico, é clássico... Eu pessoalmente gostei muito, achei um tributo muito empolgante à essa banda fundamental para o Heavy Metal nos anos 80... O seu vocal, inclusive ficou muito bom na faixa, e ressaltou sua influência "Kiskeana"! Como se deu a escolha para tal cover?

    O cover surgiu através de uma reunião que tivemos com um grande diretor de uma gravadora que por questões de negociações preferimos deixar no anonimato, mas seguindo um conselho dele fizemos um cover para incluirmos nessa demo, pois seria um atrativo para a nossa divulgação uma vez que a curiosidade surgiria naturalmente para ver se realmente teríamos a capacidade e qualidade para executar ta-la... Creio eu que o resultado foi alcançado, pois recebemos diversos elogios sobre o cover.

    Pergunta dupla: Como é a resposta do público e quais são as opniões da crítica especializada no geral?

    O público realmente nos surpreende a cada show, primeiro; somos uma banda que fugimos completamente de bandas "cover" o nosso show não segue as regras que geralmente se vê por aí subimos ao palco tocamos o nosso set de musicas próprias e somente para finalizar o show tocamos 2 ou três covers como uma forma de agradecimento ao público que surpreendentemente agita o show inteiro ao som das nossas musicas e sempre recebemos opiniões positivas sobre o som da banda, o que nos faz ter forças de seguir nesse caminho!

    Mesmo com toda a qualidade sonora da banda, ainda é bem difícil fazer sucesso hoje em dia, como uma banda de Heavy Metal; que o diga no Rio de Janeiro, em que o espaço dado é quase exclusivamente à bandas supostamente "emo" e "surf "... Apesar de contar com um bom apoio da mídia ultimamente (Total Massacration e Stay Heavy na televisão, Backstage nas rádios, Whiplash! e blogs na internet...) Você acha que o Heavy Metal ainda é discriminado perante a mídia brasileira, com o pouco espaço concedido no mainstream (só bandas de carreira longa que ultimamente estão fazendo sucesso na mídia mainstream brasileira...) e pouco interesse de grandes gravadoras?

    Com certeza! Vivemos essa situação infelizmente não só no Rio de Janeiro como em todo o Brasil, porém sabemos que precisamos seguir firmes e buscar atingir o mercado de fora. As gravadoras estão preocupadas em sugar as bandas ao máximo esquecendo-se do verdadeiro papel delas de participar ativamente e lógico, colher os frutos, porém com mais respeito, pois sabem que o músico tem os seus direitos!

    Mesmo assim, essas bandas que chegaram ao sucesso merecido, como Angra, Shaaman e Sepultura, são taxadas de "vendidas" por fãs que reclamam da falta de espaço, mas logo em seguida condenam bandas que alcançaram o sucesso, entre outras coisas... Enfim; Como você vê as atitudes dessas pessoas que se declaram "true headbangers"?

    Bom, vejo da seguinte forma... Cada um pensa como quer e segue a filosofia que acha correta, posso falar por mim apenas que acho que existem bandas que se vendem sim, porém acredito no verdadeiro espírito do Heavy Metal de ainda existe a lealdade, seja ela com o público, ou seja, ela com o mercado fonográfico. O livre arbítrio está ai, e quem sou eu pra julgar! Cada um faz o que acha melhor.

    Quais são os planos da banda para o futuro?

    Seguimos fazendo shows por todos os cantos do Brasil, estamos em uma turnê pelo interior do estado onde acabamos de tocar em Volta Redonda e estamos indo dia 11/06 tocar em Resende na 21ª edição do Domingo do Rock. As previsões para o segundo semestre é a gravação do EP ainda sem título! Podendo vir também a participação do AGE ONE no BMU 2006, uma vez que estamos na fase final, o que já é uma grande honra pra nós!

    O que mais tenho a desejar-lhes é sorte. Agora, o espaço é seu para falar o que quiser, agradecer a quem quiser, mandar beijo pra família (risos)... Solta o verbo!

    Em primeiro lugar em nome de toda a banda agradeço ao espaço que o Dangerous Music nos deu de estar podendo mostrar a todos vocês um pouco do que é o AGE ONE, uma banda que segue firme e forte em seus objetivos acreditando acima de tudo que a música é muito especial em nossas vidas! Obrigado a todos vocês que fazem não só o AGE ONE, mas todas as bandas acreditarem no sucesso! Nos vemos na estrada! Até breve!

    Os discos favoritos de Leandro Montéro:
    Accident Of Birth-Bruce Dickinson
    Images And Words-Dream Theater
    Somewhere In Time-Iron Maiden
    The Human Equation-Ayreon
    Live on Earth-Star One

    ___________________________________________________________
    Ei, psit! Ficou interessado?
    Aqui tem as mp3s: http://www.age-one.net/

    E aqui você solta o verbo sobre o que achou da banda: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=763366

    E, pouco depois dessa entrevista ser realizada, tivemos a notícia que Heraldo Souza acaba de assumir os teclados do Age One. Confira os próximos shows com formação oficial!

    Marcadores:

    posted by billy shears at 7:56 PM

    12 Comments:

    Anonymous Lucas disse:

    Bacana! Bem bacana o som deles, gostei.
    Bem progressivo mesmo, haha.
    E legal a entrevista também :P, parabéns.

    8:53 PM  
    Anonymous Carlos Sabboia disse:

    Legal o som dos caras, a musica é uma porradaria de muita qualidade!

    O Dangerous Music tb ta mandando bem, Altas entrevistas de qualidade!

    9:00 PM  
    Anonymous Guilherme disse:

    pow baixei as musicas e gostei mto!!!!!
    os caras tocam mto bem e o vocal canta mto!
    achei legal os pianos tbm!
    excelente! vou ajudar a divulgar essa banda!
    os caras tem futuro! =D

    9:13 PM  
    Anonymous Andre "deco" disse:

    maneira a entrevista, é disso que as bandas necessitam, de espaço pra poder mostrar um pouco do que eles tem a oferecer....
    boa sorte pra vcs!!!

    9:14 PM  
    Anonymous Tito disse:

    Grande AGE ONE!! Vi a banda antes de gravar a demo e digo desde sempre, tem futuro glorioso!!

    Abracao aew!

    9:15 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Muito legal a entrevista, é bom ver que bandas competentes estão cada vez mais conquistando espaço!

    Abraços e boa sorte pro pessoal

    Daniel White
    www.fotolog.com/magnasina

    9:27 PM  
    Anonymous Lilith Venture disse:

    Os caras são fodas!! sou fã deles e divulgo ao máximo pois acho que eles tem muito futuro!

    boa sorte ai! sucesso!!
    e... estarei lá no show de resende!!!

    9:28 PM  
    Anonymous Gabriel disse:

    aiii... essa banda eh foda...
    todos da banda sao mto bons... tem moh futuro...

    proximo show... estaremos todos la para prestigiar!!!!!!

    9:33 PM  
    Anonymous Isabel Cristina disse:

    CARACA!!! Fantástico!!! todo o pessoal da banda manda muito bem!!! estão de Parabéns! e boa sorte!!!

    11:18 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Parabéns pela entrevista e apoio às bandas Underground :)

    Estou baixando um som deles para ver, eu gosto um pouco de Progressivo e muito de Heavy Tradicional. Hehehe.

    Abração,
    Luis
    luismilanese.wordpress.com

    9:49 AM  
    Anonymous Vanessa Monteiro disse:

    A Age One é uma banda realmente maravilhosa! Todos os membros mandam muuuito e a dedicaçao deles pela banda unida ao talento de cada um, certamente vai levar muito sucesso!! :D
    Torço muito pra eles porque merecem de verdade!
    Sabem escrever com bom conteudo e com boa diversificaçao musical sem cair na monotonia e no previsivel..

    2:35 PM  
    Anonymous Dennis disse:

    POrra! Som muito interessante, curti pra caraleooo
    parabéns ao pessoal da banda ae!


    Vou entrar na comunidade! foda!!!

    4:11 PM  

    Postar um comentário

    << Home

    _______________________________