colaboradores

BERNARDO
18 anos, RJ
+ info

NARA
16 anos, SP
+ info

LUDEN
15 anos, SP
+ info

SAM
16 anos, SP
+ info

VITOR
18 anos, RJ
+ info

LIZ
15 anos, RJ
+ info

NAT
17 anos, SP
+ info

GABO
16 anos, SP
+ info


Previous Posts

a r q u i v o s

  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008

  • L    i    n    k    s

  • Google News
  • Rock Town Downloads!
  • ~Daia.no.Sakura
  • Young Hotel Foxtrot
  • É Rock And Roll, Baby
  • Musecology
  • O Resenhista
  • Dangerous Music No Orkut

  • B    U    S    C    A


    L i n k    U s




    c r e d i t o s

    Powered by Blogger
    Design by Nara

    domingo, novembro 27, 2005
    The Used-In Love And Death


    Faz tempo que eu não apareço por aqui, agora que apareci, provavelmente vou ser recebido com pedras, pois a resenha que eu vou fazer é do novo cd de uma banda que quase todos odeiam. O The Used é uma banda típica de emocore com uns toques de screamo em algumas músicas, a banda é da cidade de Utah nos EUA.
    Como a moda do emocore anda se espalhando pelo Brasil, provavelmente o The Used vai aparecer na MTV como fez o My Chemical Romance, mas acho que isso não é coisa pra se preocupar, afinal, isso só ajuda.
    A banda é composta por Jeph Howard no baixo, Quinn Allman na guitarra, Branden Steineckert na bateria e Robert McCracken no vocal.

    A primeira faixa do álbum é Take It Away que começa com uma introdução bem curta pra depois já aparecerem as guitarras e a bateria fodendo tudo com uns gritos do Bert, que depois volta ao vocal limpo. O que mais chama atenção na faixa é com certeza o refrão que gruda mesmo, é viciante, varia no vocal limpo e depois passa pra uma voz um tanto gritada. A música é um dos hits do álbum, com single e tudo mais, é uma das melhores do cd também!

    I Caught Fire é uma das músicas mais meladas do The Used, não que isso deixe a faixa chata ou ruim, longe disso. É viciante como a maioria do cd, principalmente no refrão, onde o vocal é totalmente limpo. A letra é uma das que eu mais gosto, toda romântica e melosa, porém, foda! É uma das melhores também, só tem um ponto negativo, não há gritos.

    A terceira faixa, chamada Let It Bleed começa muito legal, com uma melodia contagiante e tudo mais. O refrão da música chega a cansar às vezes, fazendo você pular a música. Aqui há uma parte que é só gritada, melhora bastante a faixa. Não é a melhor faixa do cd, está longe de ser, mas pra quem é fã da banda, ou apenas gosta mesmo, a música é divertida sim.

    E então temos um dos hits do álbum que já tem até clipe, All That I’ve Got é a mais viciante do cd todo, a mais legal mesmo, alem do refrão marcante, a voz do Bert é o que mais encanta, parece uma mistura de felicidade com serenidade, sem apelar pra gritos muito forçados e quase sem peso nenhum. É realmente muito fodida essa faixa, vai te fazer ficar voltando o cd direto!

    Outra faixa com um começo todo alegre, é a Cut Up Angels, tem uma letra bem interessante, mas a melhor parte da música toda é a melodia toda contagiante e felizinha que te deixa pra cima. O refrão nessa música parece não ser algo muito padronizado, pois vai variando em algumas partes, mudando um pouco a letra, outra coisa interessante é que parece ter um piano baixinho ao fundo, é uma das melhores faixas do cd.

    Listening não chama tanta atenção, mas é boa também, tem um clima mais pesado que as demais que eram todas leves. O refrão e algumas horas em que o Bert rasga a voz são as melhores partes da música. Tem um jeito meio “doentio” com alguns ruídos ao fundo e tudo mais, bem legal a faixa.

    Pelo comecinho você vê que já vem uma música calma, pra relaxar mesmo, Yesterday Feelings é uma ótima música, uma coisa meio acústica, que deixa de ser emocore e tal. O vocal aqui não altera nenhuma vez, fica sempre limpo, mas isso só melhora a música, o refrão dela que poderia ser um pouco melhor, porque enjoa um pouco e tal, mas nada que chegue a ser um ponto muito negativo.

    Light With A Sharpened Edge lembra demais tema de filmes românticos pra “teens”, tanto pelo refrão, melodia, ritmo e tudo mais, mas mesmo assim é muito boa e dá vontade de ouvir. O que mais chama atenção é a melodia e o refrão, sei lá, parece que se encaixam muito perfeitamente, aí dá nisso, uma música boa, calminha e tal.

    Ahhhhhhh, essa música,"Sound Effects And Overdramatics". não dá nem pra descrever, é simplesmente FODA, o começo com as guitarras pesadas, lembrando Metal(sim, Metal!), e depois voltando a calmaria com o clima pesado e vocais limpos para depois passar para berros totalmente fodas! O refrão gritado “KILL! SMILE! Cut it out for me this time!”. Desculpem a empolgação, mas essa é uma das músicas que eu mais gosto da banda.

    Depois dessa “brutalidade”(bom, pra banda de emocore, isso foi brutalidade) vem a música mais calma, mais melada e etc. Hard To Say começa com violãozinho e tudo mais. É um tanto triste e tal, trata de saudade, de sentir falta e tudo mais, mas é boa pra quando você está “mal” ou então precisando “daquela” pessoa.

    Lunacy Fringe é muito divertidinha, tem uma das melodias mais legais que eu já ouvi, a letra também é bem fácil de decorar(haha). O refrão contagia mesmo aqui, alem de ser uma das partes mais “bonitinhas” da música, é viciante. Chega até a lembrar aquela música do Good Charlotte que tá bombando na MTV(Chronicles Of Life And Death)

    I’m A Fake é a ultima faixa do álbum. Começa com Bert falando várias coisas e fica nisso por quase um minuto, onde ele fala alguns palavrões, e então vem a guitarra e a bateria e aí a música começa. De inicio ele varia de alguns gritos fracos para o vocal limpo. O fraco da música pra mim é o refrão, a não ser os gritos ao fundo “i’m a fake, i’m a fake!”. Mas mesmo assim a música não chega a ser ruim.

    Se você gosta de emocore, você gostará do álbum, te garanto. O The Used não é o que podemos chamar de “banda original”, afinal, surgiu com várias outras da mesma vertente, com o som semelhante, mas ainda assim é uma ótima banda, com bons instrumentistas e um vocal foda. No In Love And Death há uma faixa bonus de Under Pressure ao vivo do Queen gravada pelo My Chemical Romance e pelo The Used. O álbum é fantástico, vale a pena comprar e conferir por si mesmo.

    Marcadores:

    posted by Sam at 7:39 PM

    8 Comments:

    Blogger bêr disse:

    Nossa The Used é foda³³³, viu. O pessoal prefere não conhecer porque já tem esse pré-conceito que seja uma banda de emo... Mas na minha opnião vale a pena conhecer! O Bert canta muito (ah, vá, não é só porque não é metal que não vai cantar bem!), ele sabe cantar de uma maneira variada e agradável.

    O som do The Used é muito empolgante e VAI TER SHOW DELES PORRAAAA O/

    ficou fodaralha a resenha sam.
    ;@

    3:02 AM  
    Anonymous sam disse:

    e você vai comigo! xD

    3:03 AM  
    Anonymous Dark disse:

    EEEEEEEEEE! SAM DE VOLTAA!!!!!!!

    A banda não é do meu agrado, + como ele gosta, a resenha deve estar boa! E gostei do jeito q vc voltou, escrevou mto bem, impessoal, abrangindo tudo, mto bom.

    Um abraço

    3:03 AM  
    Anonymous Izadora disse:

    Olha, fazia mesmo tempo que o Thomas não dava as caras por aqui!

    The Used, grande banda essa. Talvez muita gente não concorde comigo, mas eu acho o som deles bem interessante, e o "In Love and Death" tá quase tão bom quanto o "The Used", mas esse é insuperável pra mim xD
    Gostei da resenha.


    Te amo, Thomas :***

    3:04 AM  
    Anonymous Aline disse:

    Ual, escreveu muito bem a resenha! *-*
    Não sou muuuito fã de The Used, mas até gosto de umas músicas mais pesadinhas deles, a voz do Bert é foda o/

    :**

    3:04 AM  
    Anonymous dessa :] disse:

    AAH que filhos lindos que eu tenho

    amo taaaaaaaaanto

    seus fodões xD


    SAM a sua resenha ficou TAO boa
    mamãe tá orgulhosa UAHUAH

    AMO vc u.u
    ;@

    3:05 AM  
    Blogger bêr disse:

    o/

    3:05 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    no entiedo

    3:03 PM  

    Postar um comentário

    << Home

    _______________________________