colaboradores

BERNARDO
18 anos, RJ
+ info

NARA
16 anos, SP
+ info

LUDEN
15 anos, SP
+ info

SAM
16 anos, SP
+ info

VITOR
18 anos, RJ
+ info

LIZ
15 anos, RJ
+ info

NAT
17 anos, SP
+ info

GABO
16 anos, SP
+ info


Previous Posts

a r q u i v o s

  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008

  • L    i    n    k    s

  • Google News
  • Rock Town Downloads!
  • ~Daia.no.Sakura
  • Young Hotel Foxtrot
  • É Rock And Roll, Baby
  • Musecology
  • O Resenhista
  • Dangerous Music No Orkut

  • B    U    S    C    A


    L i n k    U s




    c r e d i t o s

    Powered by Blogger
    Design by Nara

    sábado, abril 16, 2005
    Ozzy Osbourne-Bark At The Moon




    O álbum Bark At The Moon foi o álbum que levantou Ozzy Osbourne após a morte de Randy Rhoads, guitarrista e amigo de Ozzy. Foi um álbum que realmente Ozzy deve ter pedido a Deus, pois se não existisse o Bark At The Moon, Ozzy teria morrido na praia com Randy. O Bark At The Moon mostra definitivamente que se algum guitarrista saísse da banda, ele substituiria por um do mesmo nível ou até melhor, que foi o caso de Jake Lee assumir as guitarras neste álbum. Bem chega de embronhação e vamos logo para a análise desse álbum onde o Ozzy é um lobisomen insano.

    A primeira faixa Bark At The Moon já entra com um riff histórico da guitarra furiosa de Jake Lee, um riff excepcional, que faz da música uma das melhores do Ozzy Osbourne, o solo da música é muito bom e de uma técnica impecável, fica o destaque para as viradas da bateria no refrão, que o torna empolgante.

    Passamos para a segunda faixa You're No Different, está já mais lenta, muito bonita a faixa, um das melhores faixas, essa é para aqueles dias que você está apaixonado e busca inspiração para se declarar, o solo tem tudo haver com a música, um solo puxado e meio chorado, a faixa é bastante interessante.

    Próxima parece ser de balada, Now You See It (Now You Don't), outro riff muito bom, a música tem todo um destaque quando entra no refrão e o Ozzy diz: "Now You See It, Now You Don't", com aquela voz que ninguém consegue imitar, seguido de um solo muito bom. A faixa é muito boa.

    Rock 'N' Roll Rebel é outra música bem agitada, que faixa boa meu, dá até vontade de fazer air guitar escutando um álbum desse, há cada solo excelente, sempre variando, o vocal do Ozzy está ótimo como sempre, a faixa tem mudanças muito interessantes na guitarra.

    Meu Deus, que riff é esse caraca, Centre Of Eternity, a faixa mais empolgante do álbum! Um começo de órgão bem medieval, abrindo para a entrada de um riff furioso de Jake Lee, a faixa tem um refrão de empolgar qualquer um, as viradas de bateria é o que mais empolga no final do refrão, além da criatividade monstruosa de Jake Lee. Enfim, uma faixa de tirar o folego de tão boa.

    Depois de uma faixa tão furiosa como a Centre Of Eternity, segue a lenta So Tired para repor as energias, a música é bem tranqüila, com destaque para o teclado, a música apesar de tranqüila é bastante trabalhada, com instrumentos de orquestra, uma faixa que não deve em nada das outras. A faixa faz você viajar um pouco, para um lugar distante.

    A faixa agora é Slow Down, faixa muito boa, a guitarra volta a ser rápida, o refrão é muito legal, o solo é muito bom, o tecladista está arrebentando na música, faixa excelente.

    Para fechar com chave de ouro o álbum, Waiting For Darkness, a faixa tem todo um feeling, é marcante a canção, muito boa, eu ficaria escutando essa música umas 10 vezes seguidas. Muitos acham a Waiting For Darkness a melhor música do álbum, e para mim é a faixa mais trabalhada do álbum. O final do álbum é algo lindo.

    Pena que o álbum já acabou, você que nunca ouviu Bark At The Moon, quando você ouve a primeira vez você acha chato, na segunda vez você pensa: "Nossa até que é legal", na terceira: "Cara esse é o álbum da minha vida". O álbum é viciante, e se torna apaixonante principalmente pela variedade de músicas que o álbum possui, além de riffs contagiantes, aliás, todo álbum com Jake Lee é viciante, procure o The Ultimate Sin, o outro álbum com o guitarrista. E não é exagero dizer que o melhor albúm do Ozzy não é nem com o Randy, nem com o Zakk, o melhor é com Jake Lee, o melhor é o Bark At The Moon. Se for levar um cd do Ozzy, procure primeiramente pelo Bark e pelo Blizzard Of Ozz.

    posted by Dark at 6:54 PM

    1 Comments:

    Anonymous Anônimo disse:

    Jake e Lee é um exepcional guitarrista mais não concordo em dizer que ele foi superior a randy rhoads nem de zaak wylde . ambos são equivalentes .
    são grandes cavalos e nao faço ideia como ozzy acha esses kras ...

    concordo o destaque vai para bark at the moon q é um mergulho ao inferno a qualquer guitarrista executar ela...

    5:26 PM  

    Postar um comentário

    << Home

    _______________________________