colaboradores

BERNARDO
18 anos, RJ
+ info

NARA
16 anos, SP
+ info

LUDEN
15 anos, SP
+ info

SAM
16 anos, SP
+ info

VITOR
18 anos, RJ
+ info

LIZ
15 anos, RJ
+ info

NAT
17 anos, SP
+ info

GABO
16 anos, SP
+ info


Previous Posts

a r q u i v o s

  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008

  • L    i    n    k    s

  • Google News
  • Rock Town Downloads!
  • ~Daia.no.Sakura
  • Young Hotel Foxtrot
  • É Rock And Roll, Baby
  • Musecology
  • O Resenhista
  • Dangerous Music No Orkut

  • B    U    S    C    A


    L i n k    U s




    c r e d i t o s

    Powered by Blogger
    Design by Nara

    quarta-feira, janeiro 26, 2005
    Rhapsody-Dawn of Victory


    Olá amigos! Preparados para mais uma resenha? Certo.

    Hoje teremos Rhapsody para a "nação melódica". O cd Dawn Of Victory é fabuloso. Se trata de mais um capítulo da historia épica do Rhapsody(realmente essa afirmação foi idiota,afinal,cada cd é um capítulo). Esse álbum me chamou a atenção e é meu favorito do Rhapsody pelo fato que ele transmite sentimentos e sensações de uma forma impressionante. Beleza,glória, adrenalina, tristeza,nobreza...tudo isso está contido no álbum de um jeito muito bem feito. Uma obra de arte com toques eruditos aos montes. Sobre as avaliações individuais,nem preciso dizer muito.Alex Starapolli(teclados) e Luca Turilli(guitarras) são fantásticos compositores. Sem sombra de dúvida. As músicas retratam o cenário e a história com perfeição.

    Vamos as músicas:
    Lux Triumphans-Narração no ínicio, orquestra e coros em seguida, e um timbre futurista de teclado(o qual tirou o "realismo"...ficou meio nada a ver com o tema,apesar de sonoramente ter ficado legal) Nota 9

    Dawn of Victory-Logo em seguida como se não tivesse mudado de faixa, aparecem as guitarras rápidas de Luca Turilli despejando toda sua fúria numa das melhores músicas do Rhapsody...um verdadeiro hino com seu famoso refrão "gloooooria!gloria perpetua!in this dawn of victory".Nota 10

    Triumph for my Magic Steel-Frases de guitarras alternando com o teclado simultâneo com bateria formam a introdução. Logo em seguida a voz potente e presente de Fabio Lione. O refrão é absurdamente lindo. Violinos ao fundo em algumas partes dão um toque mágico a música. Nota 10

    The Village of Dwarves-A introdução me faz quase chorar de tão bela. E quando a música entra eu me sinto numa taverna vendo pessoas pulando na mesa com cervejas na mão. Logo em seguida, a música ja muda um pouco. Vira algo celta/medieval. Muito legal a música. Nota 10

    Dargor,Shadowlord of Black Mountain-Introdução rápida e furiosa. Pedal duplo rasgando tudo, Luca Turilli quebrando a palheta, solinhos de Alex ao fundo e a voz de Fabio Lione formando algo perfeito. Depois um refrão e o tema inicial é retornado. O solo comprova a técnica maravilhosa de todos.nota 10

    The Bloody Rage of The Titans- Início belo, na entrada da guitarra, flautas o acompanham e logo depois o refrão.nota 10

    Holy Thunderforce-Mais um hino. É perfeito,rápido,solos que nos animam a seguir carreira de músico,a música destrói tudo.nota 10

    Trolls in the Dark(instrumental)-Uma voz infantil e obscura no início dá arrepios. E logo em seguida chega Luca Turilli com sua guitarra berrante acabando com o silêncio de forma empolgante. É engraçado e bom.nota 9

    The Last Winged Unicorn-Início arrebatador da bateria e o teclado com um timbre de cravo dá um toque diferente. E a entrada da voz poderosa de Fabio junto com o pedal duplo devasta tudo!Alex Holzwarth varia a velocidade e o ritmo de forma impressionante. No refrão o já conhecido coro "rhapsodyano". A parte com o vocal dobrado é emocionante também. A música tem um tom de "esperança". Até o nome já diz(o último unicórnio alado[ou voador se preferir]).nota 9

    The Mighty Ride of the Firelord-A última música.9:15 minutos de pura música épica. Não é necessário dizer que a música é simplesmente avassaladora.nota 10

    No geral Rhapsody é algo um pouco mais fechado, não consegue agradar a muita gente. Só aqueles que gostam de metal e/ou música erudita e épica. Na visão de um apreciador de metal e música erudita e épica a nota geral desse álbum é 9,8. Mas, de uma pessoa que nunca ouviu nada igual, eu diria que a nota seria 7 ou 6 com comentários do tipo "que coisa de maluco" ou "que treco chato". Pois é,caro amigo(a) fã de Rhapsody, temos que aturar comentários desse tipo. Fazer o quê?...essa foi mais uma resenha (duh).Até a próxima.

    Marcadores:

    posted by wölfië_fear_the_bass at 4:00 PM

    _______________________________