colaboradores

BERNARDO
18 anos, RJ
+ info

NARA
16 anos, SP
+ info

LUDEN
15 anos, SP
+ info

SAM
16 anos, SP
+ info

VITOR
18 anos, RJ
+ info

LIZ
15 anos, RJ
+ info

NAT
17 anos, SP
+ info

GABO
16 anos, SP
+ info


Previous Posts

a r q u i v o s

  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Outubro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008

  • L    i    n    k    s

  • Google News
  • Rock Town Downloads!
  • ~Daia.no.Sakura
  • Young Hotel Foxtrot
  • É Rock And Roll, Baby
  • Musecology
  • O Resenhista
  • Dangerous Music No Orkut

  • B    U    S    C    A


    L i n k    U s




    c r e d i t o s

    Powered by Blogger
    Design by Nara

    sábado, janeiro 20, 2007
    Scorpions - Blackout



    Hoje falaremos de um dos grandes álbuns do hard rock/heavy metal dos 80's, o "Blackout". Com esse álbum (cujo êxito seria corroborado pelo ulterior "Love at first sting", álbum em que se encontram algumas das faixas mais famosas do Scorpions, tais quais os hinos do hard rock oitentista "Rock you like a hurricane", "Bad boys running wild" e "Big City nights" além da balada "Still loving you") foi que o quinteto de Hannover angariou o Status de super-banda, atingiu as primeiras posições da Billboard, passou a lotar casas de shows, vender milhões de discos no mercado americano e se tornou a primeira banda de música pesada da Alemanha a ser conhecida internacionalmente, abrindo espaço para Helloween, Rage, Blind Guardian, Kreator, Sodom, Destruction, Tankard e tantas e tantas outras bandas de metal que a gente conhece vindas da terra de Goethe.

    O Scorpions até 79, a despeito de já ter lançado nessa altura 5 álbuns de estúdio e revelado Michael Schenker, que veio a fazer muito sucesso com o UFO, era uma banda completamente desconhecida nos EUA, o grande mercado de música pesada. Era relativamente conhecida na Europa, e bem populares no Japão (palco inclusive do apoteótico álbum ao vivo 'Tokyo Tapes", último registro que o excepcional guitarrista e músico erudito Uli Jon Roth participou, em 1978); mas o pedaço que importava mesmo era o mercado norte-americano.

    Sem guitarrista solo, após a saída do acima referido Roth, o Scorpions passou a fazer audições para encontrar um guitarrista. Era época de Eddie Van Halen e Randy Rhoads, da guitarra rápida, do tapping; precisava-se de um guitarrista que tornasse a banda competitiva dentro do renhido mercado fonográfico. Chegou-se a testar mais de 140 candidatos ao posto sem que ficassem satisfeitos. Foi então que o baixista Francis Buchholz se lembrou de um cara de Hannover, que o tinha ajudado com matemática, um tal de Matthias Jabs. A banda de início relutou um pouco; era melhor pegar um cara dos EUA ou da Inglaterra. Mas a banda o testou. E o jovem guitarrista veio para formar com Rudolf Schenker uma das duplas de guitarras mais duradouras e produtivas do hard rock/heavy metal.

    Enfim, com Matthias Jabs, no Scorpions consolidou-se uma mudança de sonoridade que já se observava desde o "Taken by force", de 77, por influência clara do então novo baterista Herman Rarebell, que a partir daí foi paulatinamente ganhando espaço dentro das composições da banda, até porque era quem melhor falava inglês. Passa-se a fazer um som mais jovial, menos técnico e mais baladístico; em uma palavra, mais oitentista. Em 79 sai o "Lovedrive", com a participação de Michael Schenker. Pode-se dizer que foi aí que a banda finalmente galgou alguma notoriedade nos EUA, chegando a abrir para gente como Aerosmith, AC/DC e Ted Nugent. Em 80 sai o "Animal magnetism", um bom álbum, porém, proporcionalmente subestimado, e que apesar de trazer canções como "The Zoo" e "Make it real", não foi um grande lançamento comercialmente falando.

    Era o começo dos anos 80. O Scorpions tinha lá sua relevância, mas era uma banda secundária. Nesse contexto, o vocalista Klaus Meine teve problemas com as cordas vocais. Perdendo completamente a voz, foi submetido a uma cirurgia e chegou a sugerir que a banda procurasse outro vocalista (especulou-se o nome de Don Dokken). O pedido de Meine, no entanto, não foi acatado, e depois de sua recuperação, a banda lança o seu grande álbum: o "Blackout", obviamente.

    Se havia alguma dúvida quanto a voz de Meine, com certeza tal dúvida não persistiu com o lançamento desse álbum. Com um fôlego recuperado, ele cantou em "Blackout" como não cantava desde os registros dos anos 70, em demonstrações vocais intensas e extremamente competentes. O resto da banda também se acerta muito bem. A dupla Schenker e Jabs se mostra um dos duetos de guitarras mais impressionantes dos anos 80, da qual manam riffs, licks e solos notáveis. A cozinha formada por Franciz Buchholz no baixo e Herman Rarebell na bateria, que se formara em 77 com a entrada deste e persistiria até 93 com saída daquele, se não é extremamente técnica, é segura e idônea.

    O álbum é aberto pela energética faixa título "Blackout". Com uma guitarra base que não tem nada de básica, um trabalho de segunda guitarra que consegue ser sempre presente sem que a música fique muito carregada ou suja, um baixo bem esperto, uma levada rápida, crua, contundente e visceral, um solo rápido bem construído, um vocal agressivo e um refrão poderosíssimo (Blackout! (tã-nã-nã-nã-nã)/I really had a blackout!), a faixa título, que é sem dúvida um dos grandes clássicos scorpionianos, é a faixa perfeita para abrir o álbum, pois é a que melhor o sintetiza. Com gritos estridentes de Meine e o som de vidros quebrando termina uma faixa de tirar o fôlego. E o álbum está só começando.

    One... two... one... two... one, two, three, four! Abram alas para "Can't live without you"! Embora menos rápida que "Blackout" e com elementos que puxam mais para o hard rock, com o refrão pegajoso, um monte de firulas na guitarra, um riff empolgante e aquela levada lúdica, essa faixa consegue ainda sim ser uma porrada na orelha! Klaus mantém seu vocal forte e estridente, e Jabs destila um sem-número de excelentes licks de guitarra, na minha opinião, os melhores do disco, usando desde fraseados rápidos com tapping à Eddie Van Halen até algumas frases de blues.

    A terceira faixa foi o grande hit radiofônico desde álbum. "No one like you" saiu como single, ocupou o topo das paradas e deu origem a um daqueles clipes ridículos dos anos 80. Essa canção é uma legítima powerbalad, bem adeqüada ao hard rock oitentista, com um refrão forte, do tipo que o Scorpions explorou muito, e o fez com competência. "No one like you" consegue ser palatável sem deixar de ter peso e de ser uma ótima canção.

    Sucede a "No one like you" outra powerbalad:" You give me all I need". Co-escrita pelo baterista Herman Rarebell, um baixo pulsante, o uso constante de violão, refrão pegajoso e viradas de bateria bastante originais constroem uma faixa extremamente empolgante e sem excessos.

    Depois de duas músicas mais leves, a banda detona "Now!", um petardo de 2 minutos e meio, rápido, muito cru, direto e pesado. Klaus Meine canta como um animal, judiando de seu privilegiado gogó. A cozinha conduz a música muito bem, em especial Francis Buchholz, que nos brinda com uma das melhores linhas de baixo do disco.

    Antes que possamos recobrar o folêgo por "Now!", vem "Dynamite", outra pedrada (com o dobro da duração), tanto lírica quando musicalmente. Klaus Meine continua exigindo o máximo da voz, e Rudolf Schenker nos dá outro grande riff de guitarra. Matthias Jabs arregaça tudo com um dos melhores solos do álbum. Enfim, a seqüência "Now!"/"Dynamite" é a apoteose, o momento máximo, mais intenso e pesado do disco.

    Às duas pedradas, sucede "Arizona", uma faixa leve, inócua e divertida, com um riff empolgante, bem típica do hard rock oitentista.

    "China white" é uma faixa lenta, longa, sombria, pesada e de temática escatológica, que lembra muito Black Sabbath. Os riffs, as linhas vocais, os back vocals plangentes, a levada vagarosa e todos os elementos da música se concatenam formando uma música soturna e contundente. Os vocais de Klaus Meine são um ponto de destaque.

    Para fechar o álbum, temos a característica balada "When the smoke is going down". Depois de todo aquele peso, nada melhor que uma faixa calma para encerrar tudo. Depois de todo aquele peso, a suavidade da música cai muito bem e encerra muito competentemente esse grande registro.

    Marcadores:

    posted by Castor at 12:23 PM

    24 Comments:

    Blogger natália; disse:

    Scorpions é bom, mas não é uma das minhas bandas favoritas. só conheço as músicas mais famosas mesmo.
    Das que eu conheço desse álbum, No One Like You é minha favorita.

    ;)

    11:42 PM  
    Blogger Luden disse:

    eu tinha certeza que a primeira resenha desse gordo seria essa...

    11:50 PM  
    Anonymous Puodzius disse:

    "aH eXiX CêDÊ eH mT fOfIX!11"

    As bandas germanicas trasfiguraram aquela velha máxima "A filosofia é alemã" e na vanguarda de Scorpion mostraram ao mundo ao que vieram. Pitoresco é que o Scorpions não detona só nos álbuns (principalmente no Blackout) mas o show deles também é inebriante... vale a pena conferir.

    11:59 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    esse album pe fodao mesmo...
    vc q me recomendou o/

    12:11 AM  
    Blogger cheeky disse:

    nhum, nunca ouvi tb... minha mãe tem um cd cheeio de músicas desse naipe, mas nunca ouvi fora desse cd haha XD
    :*

    12:33 AM  
    Anonymous Rah disse:

    Scorpioooons! *-*~~
    :D

    resenha boa como sempre...

    fazia tempo q não vinha aqui... belo template! ;]

    bjo ber =*

    5:09 PM  
    Anonymous Rah disse:

    ahh nao foi o ber q fez a resenhaa... não tinha visto! UHASHUUHuhasuhas
    mas tá boaa! =D

    =*

    5:09 PM  
    Anonymous gabriel disse:

    clássico obrigatório para quem gosta de Rock e Heavy Metal.

    6:45 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Hey there, Ӏ thinκ yοuг sіte
    might be hаѵing brοwsеr comρаtibilіty issuеs.
    When I lοοk at your blog in Ορera, іt lοοks fіne but when opening in Intеrnet Εxрlorer, it
    has some oνerlapping. I just ωаnteԁ to gіѵе you a
    quick heаԁs up! Othег thеn that, gгeаt blog!


    Feel fгee tо νіsіt mу blοg - www.crocoite.com
    My website: v2 cigs reviews

    2:21 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Hello, i thinκ that і saw you νisitеd my weblog so i came tο “retuгn the favor”.
    І am tryіng to finԁ things tο enhance my web site!
    Ι supposе its ok to use a few of уouг idеas!
    !

    my web ρаgе: www.sfgate.com

    2:34 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Ιt's going to be end of mine day, except before ending I am reading this impressive paragraph to increase my experience.

    Review my web-site :: click through the next page

    8:26 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Ϻy family mеmbегs all the tіme say that ӏ am κillіng my time here at web, exсeрt I κnοw I am gеtting
    eхperiencе еverу ԁaу by reading thеs gοοd ρosts.


    My website just click the following internet page

    2:30 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    ӏt's really a nice and helpful piece of info. I'm haρpy
    that you just shared thіѕ helpful information ωith us.
    Pleаse ѕtaу uѕ up to dаtе like
    this. Thаnkѕ for sharing.

    my web-site: http://www.paragonllp.com

    1:43 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    It's in point of fact a great and helpful piece of information. I'm happy that you shаrеd
    this helpful іnformation with us. Please ѕtaу us up to date likе this.

    Thаnk you fοr sharing.

    my ωeblog: mxh.a5f2s.info

    8:32 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Hey would you mind lеtting me know ωhich webhoѕt you're using? I'νe loaԁed yοur
    blоg in 3 completely dіffеrent wеb bгowsers anԁ I must say this blog loads a lot faster
    then most. Cаn yοu ѕuggеst a gоod іnternеt hosting
    providеr at а honеst рrice? Chеегѕ, I appreciatе it!



    Also visіt my blog ρoѕt; http://sosyal.digiordu.com/blogs/3196/3671/wait-around-just-before-you-orde
    My website :: Learn More Here

    9:05 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    where do I buy this kind of

    Loоk intο my ρage :: Green Smoke E Cig

    7:20 PM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Very descriptive article, Ӏ lіked
    that bit. Will thеre be a part 2?

    my ѕitе - Homepage

    3:52 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Hi thегe tо all, how іs evегythіng, I thіnκ еνerу
    оne іs gеtting moге from this ѕitе, anԁ уour νіews are pleasant in
    supροrt of nеw peοple.


    my webρage - www.sfgate.com

    3:52 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    This page definitely hаs all the infοrmatiοn and faсtѕ I
    nеeded аbοut thiѕ subϳеct and
    diԁn't know who to ask.

    Visit my web page - hair removal system

    9:14 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    It's in point of fact a nice and helpful piece of info. I am happy that you simply shared this useful info with us. Please keep us informed like this. Thank you for sharing.

    Here is my weblog :: silkn sensepil review

    11:46 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    I ωas a little moгe than reluctant to trу cigaгettes.
    Ι had tο giѵe uρ with thе terrіble smell of the conventional cigaretteѕ to kеeρ arounԁ my friends who are
    string smoκers lаrgelу. Νow, I ωould nοt compromise,
    when i havе my oωn set of peгsοnalized
    and гοyal E-cigѕ bу Environmentally fгiendlу Smоke.
    My partnеr аnd i lоok thе best wіth thеsе ρrеciѕely designed cigarettеs.
    I use the zеro smoking hіghly tаsting menthol ice Εco-friendlу Smοke е-cig.


    Feel frеe to surf to mу website green Smoke e cig

    1:51 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    It is quite an easy task to use the Eco-friendly Ѕmоke wholesοme electroniс cigarеttes.
    We hаrdly noticеd when my personаl work
    ρresѕuгe leaded me foг the habit of cіgarettе smoking.

    Stress as ωell as cigarеttes had been a ԁeadly blend
    for mе. I haԁ to give up on the раrticulаr tar riсh сonventional tobаcсo with these marvelous оptions
    іn the market. Today, Wе inhale јust the flavorеd zero
    tobacco е-сigs. Thiѕ keeps a check in my cigarеtte сravings.

    I аm not a ѕerieѕ smoker anymore.


    my site; Green Smoke coupon codes

    1:51 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Dоn't buy E-Cig but before reading through the blog to understand more and discover how it'll advantage уоur life.


    my site :: http://a8.lc/w/index.php?title=User:RLIFranch

    3:54 AM  
    Anonymous Anônimo disse:

    Hі, І thinκ уour ѕite might be haѵіng browser cоmρatibility issues.
    Whеn I look аt уouг blog in Fіrеfox, it looks finе but when оpenіng іn ӏntеrnet
    Еxplorer, it has ѕome oveгlappіng.

    I јust wantеd to gіvе you a quick heads up!
    Other then that, amazing blog!

    Alѕο visіt my web-site :: online reputation management company

    3:48 PM  

    Postar um comentário

    << Home

    _______________________________